Bulldog: Mrs. and Mr. Thorpe, maybe the Best Bulldog Breeders of EverBulldog: Dogue BrasileiroEnglish Bulldog: Dogue BrasileiroBulldog Inglese: Dogue BrasileiroBritish Bulldog: Dogue BrasileiroAllevamenti Bulldog: Dogue BrasileiroAllevamento Bulldog: Dogue BrasileiroCuccioli Bulldog: Dogue BrasileiroBulldogs: Dogue BrasileiroEnglish Bulldogs: Dogue BrasileiroBull Dog: Dogue BrasileiroBulldog Tuffnuts Snow Angel grandsonsBulldog Tuffnuts StrikerRobin Hood Mister Les ThorpeBulldog Lord Byron and Bulldog Tully Bulldog Tully and Bulldog Robin Hood

Dogue Brasileiro

Brazilian Mastiff

Dogue Brasileiro, Brazilian Mastiff, Fotografie, Storia

Brazilian Dogue

Dogue Brasileiro

Video Dogue Brasileiro

A raça vem do cruzamento do Bull Terrier com o Boxer; Surgiu em 1978 na cidade de Caxias do Sul-RS; Pedro Dantas, seu criador preocupou-se em aprimorar as qualidades da raça; Criou-se um padrão e verificou-se bastante homogeneidade dos cães; Junto ao fila e o Fox Paulistinha, o Dogue Brasileiro é reconhecido pela CBKC como a 3ª raça brasileira;

Características -

Cão ativo, atento e observador, de expressão séria e meiga para com o dono. -Equilibrado, apto à disciplina, porém destemido quando provocado ou sob comando. -Turfa: preta, com narinas abertas; -Dentes: fortes, bem alinhados, com fechamento frontal em tesoura ou torquês; -Olhos: amendoados do mel ao castanho escuro; -Cauda: grossa, portada acima do dorso, operada aproximadamente 20% da cabeça do cão; -Pelagem: qualquer cor sendo necessário peito branco; -Altura: machos de 54 a 59 cm e femeas de 50 a 57 cm; -Peso: machos aproximadamente 40kg e femeas 38kg; -Aparência: aspecto musculoso maciço e de extrema agilidade. -Aptidões: companhia, agilit, e principalmente um excelente cão de guarda que somente ataca quando se faz necessario.

Brazilian Mastiff

Em 4 de outubro de 1978, nascia a primeira ninhada de dogues brasileiros. Entre dois irmãos machos, nascia Tigresa de Tasgard, a que deu inspiração para que hoje centenas de pessoas, em todo o país, criassem o Dogue Brasileiro. Às vezes ficamos pensando como a simples gentileza a um vizinho, que veio pedir para que sua boxer fosse coberta com um dos nossos bull terriers, além de nossa curiosidade, nos levasse tão longe. Era um dia gelado, apesar de já ser outubro, e nós nunca nos esqueceremos da velha Tina, que veio parir em nossa casa, e seus filhotes. Nossa pouca experiência como criadores, apenas dois anos e somente mais uma ninhada, nascida no calor do Rio de Janeiro, talvez tenham contribuído para que de oito, somente três sobrevivessem. Vimos Tigresa crescer e mostrar qualidades, que, em seu conjunto, ainda não havíamos podido presenciar, tanto físicas como psíquicas. Tempos depois, corria 1983, uma outra boxer, de nome Duquesa, foi trazida, pelo amigo Oscar, para que fosse coberta pelo inesquecível Balder de Tasgard, um enorme bull terrier branco. Ao ver esses novos filhotes, suas semelhanças com os da primeira ninhada, vimos que poderíamos estar diante de uma nova raça, mas sabíamos das dificuldades de isso realizar. Afinal, para que criar uma nova raça? Para ser original? Não isso não valeria a pena. Questionamos a decisão. Estudamos raças parecidas, para ver se alguma delas teria as mesmas qualidades que encontramos nos cães que antes chamávamos de bull boxers. Não haveria nenhum sentido caso isso fosse conseguido. Realmente encontramos grandes cães de raças semelhantes; alguns nós até adquirimos e a eles nos afeiçoamos. Mas não encontramos as características iguais às que já tínhamos obtido. Timidamente, em 1986, começamos a emitir os nossos pedigrees, apenas com o objetivo de controlar as linhas de sangue, o que fazemos até hoje. Em 1999, nos veio a grande alegria, quando a CBKC, após apreciar nosso trabalho, concluiu que o Dogue Brasileiro merecia constar entre as raças já reconhecidas por essa nobre entidade. Entramos na fase final de nosso esforço: a manutenção do trabalho, já realizado em Caxias do Sul, em nível nacional para a manutenção e aperfeiçoamento do temperamento de nossos cães. Nosso maior objetivo é conseguir um cão ágil e moderno para servir, como guarda fiel e confiável às famílias brasileiras, bem como delas ser o grande amigo.